Conteúdo

8 de novembro de 2016
Por que estudantes de psicologia devem fazer psicoterapia?

Diariamente, escuta-se nos corredores das faculdades, nas aulas dos professores e de psicólogos formados que “todo estudante de psicologia deve fazer psicoterapia”. Na maioria das vezes, todos concordam e fica por isso mesmo. Este texto tem como objetivo discutir os aspectos importantes que tornam a psicoterapia como algo primordial, para o estudante de psicologia, desde o início da sua graduação.

  1. Acompanhamento psicoterapêutico em articulação com as bases teóricas, filosóficas e éticas da psicologia.

Quando entramos na universidade, geralmente estamos bastante animados para conhecer que ciência é essa que estuda a “mente humana”. Ficamos ansiosos para cursar disciplinas que nos mostrem o que é esse “fazer psicológico”. Mas, infelizmente, no início do curso, em algumas universidades, as matérias são voltadas para as bases históricas, filosóficas, teóricas e éticas da psicologia.

O acompanhamento psicoterapêutico pode ser uma das tentativas encontradas para um primeiro contato com uma das práticas profissionais do psicólogono início do curso, uma vez que, o acadêmico estará estudando todas os aspectos teóricos que subsidiam a atuação clínica, e poderá oportunizar a formação universitária com sua vivência no consultório. É muito importante, desde o início da graduação, percebermos as diferentes visões de mundo que permeiam a psicologia. Pois, são essas concepções que guiam as intervenções do psicólogo.

  1. Exercitar a escuta clínica

Muitos estudantes de psicologia não pretendem atuar na área clínica depois de formado, pois, como profissão, existem diversas áreas que este profissional pode trabalhar: escolas, hospitais, presídios, esporte, empresas, jurídico, entre outros.  Porém, independente da área específica de atuação, sabe-se que a principal ferramenta de trabalho do psicólogo é a escuta clínica. O acadêmico desenvolve essa competência em diferentes momentos da graduação, por meio de observações e entrevistas propostas pelas disciplinas, estágios em clínica, estudos de casos, análises e discussões de filmes, etc.

Sabe-se que um dos ambientes mais favoráveis para o desenvolvimento dessa escuta clínica é no momento psicoterapêutico. Em que, além de o aluno estar em um processo voltado para saúde e bem estar próprio, ele poderá ter, a oportunidade de fazer o acompanhamento que, contribuirá para o desenvolvimento desta competência tão importante para o profissional de psicologia, uma vez que, ele irá vivenciar como as interpretações, análises, observações corporais e técnicas da ciência psicológica são importantes e primordiais para uma intervenção bem sucedida, seja em qual área ele for trabalhar.

  1. Conhecer as diferentes abordagens da psicologia

No decorrer do curso, são apresentadas diferentes áreas e abordagens que a psicologia possui para embasar o trabalho dos psicólogos. As Universidades, nos períodos finais do curso, geralmente exigem uma escolha do estudante acerca da abordagem que mais se identifica, para então, especializar melhor o acadêmico na determinada linha teórica ou de atuação.

A  forma mais direta para conhecer as diferentes abordagens da psicologia, de forma prática, desde o início da graduação, é no atendimento psicoterapêutico. Por meio da psicoterapia, o aluno tem a oportunidade de entrar em contato direto com as técnicas e intervenções que as diferentes linhas adotam. Tem dúvida acerca de qual abordagem mais se identifica? Faça psicoterapia, com profissionais de diferentes abordagens. Com certeza te ajudará na escolha!

  1. Para promover saúde, é importante ter saúde

O profissional de psicologia, em todas as suas áreas de atuação, busca promover o bem-estar e a melhora da qualidade de vida dos indivíduos e da sociedade. Para isso, ele se utiliza de diferentes técnicas e instrumentos que a ciência psicológica desenvolveu. Sabe-se que é uma tarefa muito difícil, porém recompensadora. É primordial que os profissionais que trabalham com os comportamentos, pensamentos, emoções e sentimentos das pessoas, estejam bem consigo mesmos. Você pode ter toda uma formação teórica de qualidade, mas também é preciso estar em condições psicológicas para oferecer um bom serviço em psicologia. Caso contrário, você pode se frustrar na sua profissão.

  1. O acompanhamento psicoterapêutico faz parte da sua formação!

Todos os tópicos acima, nos leva a pensar que, fazer psicoterapia é uma parte fundamental da formação de um bom psicólogo!  Pensando nisto, a Rede Goiana de Psicologia promove um Programa de Triagens, que irão trazer benefícios aos estudantes de Psicologia de Goiânia.

Atualmente, temos cerca de 30 psicólogos, de diferentes abordagens. Todos os profissionais estão orientados a atender estes estudantes, compartilhando também, ao final da sessão, as técnicas e instrumentos utilizados no decorrer do atendimento.

Você é estudante de psicologia?

Ligue na Rede pelo telefone 3922-2304, marque sua triagem e conheça as vantagens que oferecemos para você!

 

Compartilhe