Praticar amor próprio é entender que você é a pessoa mais importante da sua vida e assumir a responsabilidade pelo que acontece nela, sem culpar os outros e adquirindo mais autonomia.

Sem isso você vai amar demais o outro, fazer muito por todo mundo e pouco ou nada para si, você vai ser carente, dependente de ter alguém do lado, e alimentar crenças de que precisa ter alguém para se sentir segura, completa, feliz.

A questão é que se relacionar com alguém quando você não tem uma boa relação consigo, vai trazer peso, pois vem a tona necessidades que sufocam. De um lado, você sedenta de atenção, afeto, cheia de inseguranças, desconfianças e cobranças e do outro alguém que mesmo que faça de tudo pra tentar suprir essas demandas, estará sobrecarregado, frustrado…

As chances dessa relação ser leve, de vocês construírem algo que se queira ficar são mínimas, alguém vai atingir os próprios limites e abandonar essa relação, você consegue imaginar quem seria? O quanto aliviada essa pessoa se sentiria? E o quanto quem for abandonada sofrerá? Muitas vezes ao tentar evitar a todo custo aquilo que teme, termina acontecendo, primeiro que não se tem garantias quando se fala de relacionamento amoroso e segundo por que você terá comportamentos que não conduz com uma pessoa segura e amável, pelo contrário, será insegura e controladora.

Agora, com o amor próprio você entende que a sua felicidade está nas suas mãos e que, sendo seu bem mais precioso, não pode ser submetida ao controle dos outros, não pode se deixar ser maltratada, por se tratar bem você ensina a outra pessoa a te amar, escolhe entrar e ficar na relação, a sua companhia é uma escolha e não uma necessidade, sem essa pessoa você continua vivendo seu dia sem inseguranças.

Não é só entender que esse é o caminho, é sentir de dentro para fora para ser capaz de agir de forma que você cuide de si de verdade, possa filtrar aquilo que não é do bem, descartar o que não soma e não aceitar menos do que merece. Ou seja, você pratica o autoconhecimento, mas também aprende a lidar com suas emoções, a desapegar com mais facilidade de tudo que já não faz mais parte da nossa vida, você cuida da sua relação com você.

Comece a olhar para a sua relação com você, invista, busque aperfeiçoar, alimentar sentimentos positivos em relação a você, desfrute da sua companhia, tenha momentos de lazer, hobbys, diversão e descanso, respeite seus limites, tenha claro quais são suas qualidades, habilidades. Cuide do seu corpo, da sua aparência física, esse é o único corpo que você tem, cuide da sua saúde mental… As possibilidades são inúmeras, olhe para você e se de o que você espera encontrar por aí.

 

Karolayni Karren da Silva | Psicóloga – CRP 15/4522

Costumo dizer que sou como um fio condutor, que te liga com a vida que você merece.. Ajudo você a ter mais segurança nas suas habilidades de dar conta dos desafios da vida, a se relacionar com mais confiança no seu ambiente de trabalho e familiar, em seu relacionamento com você e amoroso, para que tenha autonomia, reconheça o seu valor e alcance suas metas.